Mudanças de um apartamento para outro mais pequeno? É possível, saiba como!

ร้องขอการเสนอราคา

หมายเลขไม่ถูกต้อง กรุณาตรวจสอบรหัสประเทศ รหัสพื้นที่และเบอร์โทรศัพท์
เมื่อคลิก 'ส่ง' ถือว่าฉันได้อ่านและยอมรับ นโยบายความเป็นส่วนตัว รวมทั้งยินยอมให้ข้อมูลถูกนำไปใช้ต่อไป
หมายเหตุ ในอนาคตคุณสามาถยกเลิกการอนุญาตได้ทุกเมื่อด้วยการส่งอีเมลไปที่ privacy@homify.com

Mudanças de um apartamento para outro mais pequeno? É possível, saiba como!

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
ทันสมัย  โดย Garten-Q GmbH, โมเดิร์น
Loading admin actions …

Fazer mudanças por si só pode ser uma valente dor de cabeça! É conseguir encaixar todo o recheio da casa numa (ou em várias!) carrinhas, transportá-lo e descarregá-lo na nova morada. Mas o pior acontece quando nos mudamos para uma casa mais pequena! Aí o pânico pode tomar conta de nós! E agora? Onde vamos colocar tudo? Há que fazer algumas cedências, escolher exactamente o que nos é útil e abdicar ou deitar fora tudo o que consideramos supérfluo. É a partir deste momento que limpamos a casa, definimos a prioridade dos artigos todos e tentamos de alguma forma que tudo o que passou no teste caiba na nova casa. Mas nem sempre é fácil desfazermo-nos de objectos que, apesar de não terem tido qualquer utilidade nos últimos anos, estabelecem connosco uma relação sentimental da qual não nos conseguimos livrar. No entanto, como o que tem que ser tem muita força, vemo-nos obrigados a tomar decisões – mas tenha calma: uma vez colocados de lado, esse sentimento de perda desaparece! Por isso, o melhor mesmo é livrar-se de tudo o que está a mais e iniciar a sua nova etapa de forma mais limpa e leve! Quer saber como alcançar este objectivo da melhor maneira? Então fique connosco e leia o nosso artigo do início ao fim – prometemos que não se vai arrepender!

1. Livre-se do mal, amén!

ทันสมัย  โดย Garten-Q GmbH, โมเดิร์น

Sim, o nosso primeiro passo é exactamente qual Pai Nosso: livre-se de todo o mal que tem na sua quase ex-casa! Pode mesmo começar por criar duas zonas (a zona do fica e a zona do vai) com vista à separação física do que vai deixar e do que vai levar consigo para a nova casa. É importante perceber a dimensão da sua nova morada, para ver quão rígido tem de ser nesta escolha! É igualmente útil ver o espaço de arrumação que tem, para evitar ter que comprar móveis que não caberão sequer na nova casa. Assim sendo, escolha pacientemente o que pretende levar e o que pretende deitar fora/doar. Pode usar vários critérios, mas sugerimos-lhe um inicial: veja o que utilizou no último ano; o que não se encaixar neste critério, pode à partida ser dispensado.

2. Altura perfeita para vender coisas

สแกนดิเนเวียน  โดย Jomaze, lda, สแกนดิเนเวียน เซรามิค

Ao passar pela prova anterior, vai perceber que há coisas ainda em óptimo estado mas que simplesmente já não caberão no seu dia-a-dia. Assim sendo, separe-as daquelas que já não têm solução e faça uma pequena venda de garagem para encontrar novos donos para elas! Além de não deitar fora coisas que ainda têm algum tipo de utilidade, consegue fazer uns trocos – que, quem sabe, ajudam a pagar a empresa de mudanças! Assim sendo, crie o monte da venda e faça publicidade pela vizinhança, para que todos saibam onde podem ir procurar verdadeiras pechinchas! Atribua a cada objecto um valor (não muito alto, tenha em consideração que são coisas usadas) e veja como os despacha num abrir e fechar de olhos!

3. Tire medidas aos novos espaços

No que toca ao mobiliário e à decoração, é importante que faça algumas contas (nem que sejam de cabeça e assim por alto) para perceber o que realmente cabe na nova casa e o que vai ser apenas um estorvo. Assim sendo, tire as dimensões dos seus móveis e veja se estes cabem nas novas áreas, verificando que não vão estar a atravancar as divisões. Claro que inicialmente será complicado ver isto com olhos de ver, mas ficará de imediato com uma ideia geral das novas disposições. Além disso, a colocação inicial da mobília não tem de ser definitiva, mas é bom que fique com esta primeira noção para que lhe seja mais fácil trazer tudo para a nova casa, sem que depois se arrependa – parecendo que não, pôr e tirar móveis de uma casa não é a ginástica mais divertida e fantástica de sempre!

4. Aproveite todo o espaço para arrumação

บ้านนอก  โดย Armazém 9, ชนบทฝรั่ง ไม้จริง Multicolored

Sendo a nova casa mais pequena, é crucial olhar bem para ela e perceber exactamente onde pode encontrar novas soluções de arrumação, onde caiba tudo o que traz da casa antiga. Sofás ou camas com alçapões são excelentes formas de ganhar espaços destes, pois não vão ocupar mais do que sofás ou camas simples ocupariam. É, portanto, uma das melhores soluções para este problema. Caso não tenha móveis deste tipo, pode pensar em adquiri-los (acredite que é um pequeno investimento que lhe vai mudar completamente a casa e a vida!). No entanto, se o seu orçamento é mais pequeno e não quer começar por comprar mobiliário, tem outras opções, como por exemplo ter caixas de arrumação (que mantêm tudo num sítio específico e podem ser facilmente empilháveis, poupando assim área no chão).

5. Use e abuse do pé direito da sua nova casa

Outra estratégia que pode e deve utilizar é o uso total do pé direito da sua casa para criar mais arrumação! Neste caso específico que lhe mostramos na imagem, temos uma cozinha que, independentemente do seu tamanho, utiliza e muito bem toda a parede com armários para arrumação de loiça, panelas, mercearia, etc. Além disso, ainda consegue encaixar o forno e o microondas (estando pelo menos este último a libertar espaço na bancada para outro fim). Desta forma, ganha imenso espaço para outras coisas na divisão, não tendo de abdicar de muitas outras! É uma excelente alternativa, principalmente se pensarmos que pode ser utilizada em praticamente toda a casa, sob a forma de armários ou prateleiras!

6. Transforme uma pilha de objectos em decoração

ผสมผสาน  โดย homify, ผสมผสาน
homify

Vintage Leather Luggage

homify

Uma dica perfeita para ter coisas no chão sem peso na consciência! E funciona na perfeição para livros, caixas, malas de viagem, etc. Há que ter naturalmente alguns cuidados, nomeadamente em relação à estabilidade da torre, mas de um modo geral é empilhar objectos numa ordem proporcional à sua dimensão, isto é, quanto menor for a área de apoio, menor deverá ser o número de objectos da pilha. E comece naturalmente do maior (na base) para o mais pequeno (no topo).

 บ้านและที่อยู่อาศัย โดย Casas inHAUS, โมเดิร์น

ต้องการความช่วยเหลือสำหรับโปรเจคของคุณ?
ติดต่อเราได้เลย

ค้นพบแรงบันดาลใจให้บ้านของคุณ